roberto legal
roberto legal

Roberto Leal o artista estava internado desde o dia 11 no Hospital Samaritano; as causas da morte não foram divulgadas

SÃO PAULO – Morreu neste domingo, 15, o cantor português Roberto Leal, de 67 anos. O artista estava internado desde o dia 11 no Hospital Samaritano, em São Paulo.

Torcedor ilustre da Portuguesa, Leal foi um dos autores do novo hino do clube e, em 2015, ajudou o time, que vive uma prolongada crise financeira, a conseguir um novo patrocinador.

Segundo o jornal português Diário de Notícias, há dois anos Roberto leal descobriu que estava com câncer e tinha perdido a visão de um olho.

LEIA MAIS

Em 2018, Roberto leal se candidatou a deputado estadual em São Paulo pelo PTB e obteve 8.273 votos, mas não se elegeu.

O apresentador brasileiro Gugu Liberato registrou a morte de leal no Instagram.

O ex-secretário de Estado das Comunidades Portuguesas José Cesário também lamentou a morte do cantor nas redes sociais.

Vira-Vira
espécie de hino da banda. A canção é uma referência ao cantor português Roberto Leal e a canção “Arrebita”, lançada no início dos anos 1970. “Quando os meninos

Carreira

Roberto Em 1971 obteve o seu primeiro grande sucesso com “Arrebita”, conhecida pelo seu refrão “Ai cachopa, se tu queres ser bonita, arrebita, arrebita, arrebita”, após aparição no programa Discoteca do Chacrinha. Logo após, começou a ganhar grande popularidade se apresentando em diversos programas de auditório no Brasil.

Em 1978 Roberto participou do filme que contou com participação especial de alguns nomes importantes como o apresentador Chacrinha, Elke Maravilha e a atriz Lolita Rodrigues. Lançado em 1979, o filme aborda a história de sua vida.Dirigido por Hércules Breseghelo, teve partes filmadas na cidade natal do cantor.

Facebook Comments
criação de site