Projeto de lei na Flórida exigiria que menores de idade tenham consentimento dos pais para abortos

Projeto de lei na Flórida exigiria que menores de idade tenham consentimento dos pais para abortos

Meninas com menos de 18 anos precisariam obter a permissão dos pais antes de fazer um aborto na Flórida sob um projeto que recebeu sua aprovação final do comitê do Senado na quarta-feira.

O Comitê de Regras do Senado votou em 9 e 7 a favor do projeto na quinta-feira, no 47º aniversário da decisão da Suprema Corte dos EUA Roe v. Wade que legalizava o aborto em todo o país.

A Flórida já tem uma lei exigindo que os pais de um menor sejam notificados antes do aborto, mas o senador republicano Kelli Stargel disse que não vai longe o suficiente.PUBLICIDADE

“Acredito que a notificação dos pais é basicamente uma criança apenas dizendo: ‘É isso que estou fazendo'”, disse Stargel. “Acho que o consentimento requer um pouco mais de uma conversa entre a criança e os pais – requer uma conversa das ramificações, prós e contras, e eles podem conversar durante a discussão. ”

Um pai ou responsável teria que assinar um documento com firma reconhecida, consentindo com o aborto, e um médico realizando o procedimento para um menor sem consentimento seria culpado de um crime de terceiro grau punível com pena de prisão até cinco anos.

“O projeto continua destruindo os direitos das mulheres e isso é algo que não devemos pisar”, disse a senadora democrata Audrey Gibson.

Existe uma disposição no projeto que permitiria que uma menina recebesse uma renúncia de um juiz para fazer um aborto sem a permissão dos pais em casos de abuso, incesto ou quando a obtenção de permissão não é do melhor interesse da criança.

A senadora democrata Lauren Book disse que passou grande parte de sua vida tentando proteger os estupros e os incestos, e considerou a lei perigosa.

“O que estamos fazendo aqui é tentar legislar uma unidade familiar”, afirmou Book. “O processo de renúncia judicial é complicado, complexo, fazendo as meninas sentirem medo e nervosas de se envolverem, fazendo com que esperem mais tempo por procedimentos mais dispendiosos e mais invasivos. Acho que nossas meninas merecem melhor.

O presidente republicano do Senado, Bill Galvano, disse que o projeto será ouvido no plenário do Senado na próxima semana e votado na semana seguinte. Um projeto semelhante da Câmara está pronto para votação nessa câmara, e o governador republicano Ron DeSantis disse que apóia a legislação

criação de site