O canal de “humor” Porta dos Fundos resolveu atacar novamente a fé dos cristãos em seu mais novo “especial de Natal”, retratando a pessoa de Jesus Cristo como um gay em sua primeira tentação.

A equipe composta pelos apresentadores Fábio Porchat e Gregorio Duvivier despertou a indignação de muitos, incluindo líderes como o pastor e escritor Franklin Ferreira.

“Jesus está fazendo 30 anos e traz um convidado surpresa para conhecer a família. Um especial de Natal tão errado que só podia ser do Porta dos Fundos”, diz a sinopse da programação na plataforma de streaming Netflix, onde a programação foi lançada.ADVERTISING

O pastor Franklin Ferreira comentou comentou o mais novo ato de zombaria da Porta dos Fundos contra a fé da maioria dos brasileiros, que, como a Bíblia Sagrada ensina, nasceu de uma virgem, dedicou sua vida à anunciar a chegada do Reino de Deus e foi morto injustamente, imaculado, pelos pecados da humanidade.

“Não é a primeira vez que o Porta dos Fundos resolve atacar o cristianismo de forma direta. Em 2013 outro programa de Natal gerou polêmica e protestos. Em 2014 decidiram que o alvo da zombaria seria o patriarca Abraão, com piadas também sobre Deus. E em 2016 voltaram a ridicularizar os relatos bíblicos sobre Jesus Cristo”, lembrou o pastor em sua rede social.

Ferreira sugeriu que os ataques da cultura atual ao cristianismo são resultados dos governos que procuraram desconstruir os valores cristãos no Brasil, sendo parte disso responsabilidade, também, dos cristãos que emprestaram seus votos a tais governantes.

“Não custa lembrar que durante pelo menos duas décadas os evangélicos foram seduzidos por certos pastores e escritores ligados a igrejas protestantes históricas e pentecostais a votar no PT e fazer campanha por Lula e Dilma Rousseff”, disse Ferreira.

“Houve um movimento intencional de certas lideranças evangélicas de alinhar as pautas socialistas com a fé cristã, como se ambas fossem concordantes. Mas, hoje, os esquerdistas não escondem mais seu ódio contra a religião mais perseguida do mundo: o cristianismo”, completa.

Na sequência, Franklin Ferreira lembra indiretamente que Gregorio Duvivier, que integra a Porta dos Fundos e faz parte do programa que zomba de Cristo, é um notório defensor das políticas de esquerda, o que explica a utilização do “humor” como instrumento de agressão aos princípios cristãos, muito embora o Artigo 208 do Código Penal Brasileiro classifique como crime o vilipêndio de símbolos religiosos.

criação de site