Take a fresh look at your lifestyle.

Pintura que causou polêmica por parecer genitália feminina é removida de prédio

Pintura que causou polêmica por parecer genitália feminina é removida de prédio

A pintura feita em agosto na lateral do Palecete Scarpa, sede da Secretaria da Cultura e Turismo de Sorocaba (SP), que causou polêmica após o vereador Pastor Luis Santos (PROS) dizer que a imagem trazia a representação de uma genitália feminina, foi coberta neste domingo (11).

De acordo com o secretário da Cultura e Turismo, Werinton Kermes, a remoção foi resultado de um acordo firmado no mês de setembro com o promotor de Justiça Jorge Alberto de Oliveira Marum. Na época, ficou definido que a pintura seria coberta no início de dezembro.

Em sua página pessoal no Facebook, o secretário citou o artista inglês Antony Gormley para mostrar apoio à pintura. “A boa arte deve fazer você se sentir perturbado, até mesmo desafiado, e não se encaixar corretamente em seu cotidiano.”

Em nota, a prefeitura informou que mudanças no visual de prédios públicos não são permitidas e que foi aberta uma exceção com o consentimento do Ministério Público. Sobre a remoção, a Secretaria de Cultura e Turismo teria feito um acordo de que assim que terminasse o “Frestas”, a obra seria retirada com custos pagos pelo Sesc.

A obra “Femme Maison”, da artista carioca Panmela Castro, traz o rosto de duas mulheres entrelaçados e fez parte da 2ª edição do Frestas – Trienal de Artes do Sesc Sorocaba, que terminou no dia 3 de dezembro.

O vereador chegou a protocolar requerimento solicitando à prefeitura a imediata remoção da pintura do prédio, tombado como patrimônio histórico em 2013. No documento, ele alega que a figura causou repúdio e vergonha à população, especialmente às mulheres.

Entretanto, ao ter conhecimento do esboço apresentado pela artista ao poder público, em abril, ele solicitou o arquivamento do pedido e pediu que ela se retratasse fazendo o desenho original no local. Para ele, o que havia sido pintado era de “extremo mau gosto”.

“Lamento também que seja retirada agora, quando deveria ter sido retirada há muito tempo”, disse o vereador em entrevista ao G1, nesta segunda-feira (11).

Quando a polêmica veio à tona, a Prefeitura de Sorocaba informou que as imagens – o esboço e o resultado final – têm a mesma temática e questionam o papel e o espaço da mulher na sociedade.

Em nota, a administração frisou ter recebido com “tristeza e indignação” o requerimento do vereador e finalizou informando que a “luta é para que a livre expressão artística não seja cerceada”.

G1

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais