Menina de apenas 12 anos relatou crime para equipe da escola na cidade de Carreiro Castanho, no interior do Amazonas, e conselho tutelar foi acionado e o pastor preso

Um pastor de 37 anos foi preso na cidade de Careiro Castanho, no interior do Amazonas, por suspeita de estuprar a própria filha de 12 anos repetidas vezes dentro de casa.

Segundo a polícia, a menina decidiu relatar o abuso sofrido após assistir a uma palestra sobre drogas e abuso sexual na escola. Ela disse que era obrigada a manter relações sexuais constantes com o pai quando a madrasta dela saia de casa.

O Conselho Tutelar foi acionado e chamou a polícia , que solicitou os exames e emitiu ordem judicial para prender o homem, que não teve identidade revelada. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e está preso no departamento de polícia da cidade.

Facebook Comments
criação de site