Take a fresh look at your lifestyle.

Pastor diz que a fidelidade nos dízimos tem relação direta com problemas financeiros




Pastor diz que a fidelidade nos dízimos tem relação direta com problemas financeiros

<span style="font-weight: 400">Muitos brasileiros acabam se endividando e isso pode causar s&eacute;rios problemas para a fam&iacute;lia. Os crist&atilde;os tamb&eacute;m est&atilde;o nessa estat&iacute;stica. O que a B&iacute;blia fala sobre as d&iacute;vidas? O pastor Marlon Lopes, diretor financeiro da Igreja Adventista na Am&eacute;rica do Sul, disse que existe uma rela&ccedil;&atilde;o direta entre o endividamento e a <span style="color: #800000"><strong><a style="color: #800000" href="https://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/apos-voltar-dizimar-casal-quita-dividas-foi-deus-nao-ha-outra-explicacao-para-isso.html" target="_blank">fidelidade nos d&iacute;zimos e ofertas</a></strong></span>.</span>

“A fidelidade nos dízimos e ofertas é fundamental. É o início de tudo. Algumas pessoas têm uma compreensão errada sobre por que dizimar. Alguns entendem que devem dizimar para Deus os abençoar”, disse ele.

“Porém o dízimo é exatamente o contrário: Deus já o abençoou e o que estamos fazendo é somente devolver os 10% Dele, da bênção já recebida. Em outras palavras: o dinheiro já foi para seu bolso e o que você está fazendo é devolver a parte Dele”, explicou o líder.

Ele ainda ressalta que o mesmo princípio se passa com as ofertas, que segundo o pastor significa gratidão pela bênção já recebida. “Um ponto muito importante a entender é que a fidelidade a Deus nos dízimos e ofertas tem impacto positivo na parte que fica com você”, comenta.

“Esta é uma bênção específica para aqueles que são fiéis: sabedoria na gestão dos recursos pessoais, fazendo toda a diferença neste mundo onde cada vez mais os valores estão invertidos”, coloca.

Finanças

Marlon Lopes ainda ressalta sobre o uso racional das finanças. “O segundo tema mais encontrado na Bíblia é sobre o dinheiro e, na maioria das vezes, a menção é como advertência, preocupação sobre o mau uso”, alerta.

“Isso nos deve colocar num outro nível de compreensão. Precisamos entender a razão porque Deus nos dá o dinheiro, o propósito do dinheiro na nossa vida, etc. Em nenhum momento você encontra na Bíblia a defesa da ideia do ‘dinheiro pelo dinheiro’”, pontuou.

“Quanto mais nobre forem seus propósitos com o dinheiro, mais feliz você será e menos riscos de descontrole financeiro também”, esclarece.

Prudência

Para finalizar, ele diz que devemos ser prudentes para com as finanças e cita Filipenses 4:11-13 “…aprendi a viver contente em qualquer situação”. Ele diz: “Isso nos dá uma opção de pensar que o endividamento, na maioria das vezes, é a falta da capacidade de aprender a ser feliz com aquilo que se tem”.

“Existem vários estudos conectando o endividamento das pessoas a compulsão por compras. A compulsão por ter coisas é a maneira com que as pessoas têm buscado a felicidade, porém esta estratégia não tem sido eficaz nesta busca. E os números estão aí para nos provar isto”, finalizou.





Source link

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais