Take a fresh look at your lifestyle.

Franklin Graham envia recado à Coreia do Norte: "Os cristãos não são seus inimigos"




Franklin Graham envia recado à Coreia do Norte: "Os cristãos não são seus inimigos"

<span style="font-weight: 400">O evangelista Franklin Graham tem uma rica hist&oacute;ria familiar na Coreia do Norte. Sua m&atilde;e, Ruth Graham, frequentou o ensino m&eacute;dio em Pyongyang na d&eacute;cada de 1930 e seu pai, Billy Graham, visitou o pa&iacute;s comunista em 1992 e 1994. Ele mesmo chegou a fazer quatro viagens de ajuda humanit&aacute;ria para o pa&iacute;s&nbsp;atrav&eacute;s da organiza&ccedil;&atilde;o Samaritan's Purse.</span>

Seu engajamento com a nação o levou a falar diretamente com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a respeito da Coreia do Norte. “Esse conflito precisava ser resolvido”, disse ele à CBN News na última terça-feira (12). “Tenho 65 anos, então toda a minha vida estamos basicamente em guerra com a Coreia do Norte”.

Com o acordo histórico firmado na cúpula de Cingapura entre Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, o evangelista ficou muito otimista. “Eu acho que os norte-coreanos estão querendo falar com os americanos há muito tempo e este é o primeiro governo com o qual eles puderam conversar diretamente”.  

Graham acredita que os norte-coreanos são um povo orgulhoso e que a administração Trump soube envolvê-los. “Os norte-coreanos só querem mostrar respeito e outras administrações os ignoraram como se não fossem nada”, comenta.

O pastor também acredita que a cúpula começará a aliviar a perseguição do governo norte-coreano aos cristãos.

David Curry, presidente da Portas Abertas nos EUA, observa que “os cristãos são considerados os inimigos número um na Coreia do Norte”. Ele disse que o governo se sente desafiado porque eles depositam sua fé em Deus, e não Kim Jong-un.

No entanto, Graham tem esperança de que o governo comece a ver os cristãos de forma diferente. “Eu quero que o governo comunista saiba que os cristãos não são seus inimigos”, disse ele, deixando um recado ao Estado. “Eles têm o potencial de serem os melhores cidadãos do país, porque Deus ordena a todos nós que oremos pelos que têm autoridade”.

A Portas Abertas estima que o governo norte-coreano esteja mantendo pelo menos 50 mil cristãos em campos de prisioneiros. A Coreia do Norte é classificada pela organização como o país persegue cristãos no mundo, pelos últimos 17 anos consecutivos.





Source link

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais