Alex Morgan fez o segundo gol dos Estados Unidos na vitória sobre a Inglaterra
Alex Morgan fez o segundo gol dos Estados Unidos na vitória sobre a Inglaterra

Não foi fácil, mas o time americano conseguiu classificar-se para a final da Copa do Mundo de Futebol Feminino após vencer a Inglaterra por 2 a 1 (gols de Press e Morgan para os EUA e de White para a Inglaterra) em um jogo dramático, disputado em Lyon, França, nesta terça-feira, 2 de julho.

Como tem acontecido recentemente, o VAR foi mais uma vez protagonista. Anulou aquele que seria o gol de empate da seleção inglesa ao apontar impedimento de White. Realmente, a decisão da árbitra brasileira Edina Silva foi correta, porque a atacante europeia estava um pouco à frente da zaga dos Estados Unidos.

A seleção inglesa não parou de fustigar em busca do empate e conseguiu a marcação de um pênalti de Sauerbrunn em White. Porém, Houghton bateu o pênalti muiito mal, fraco e telegrafado, e a goleira Naeher caiu no canto direito para fazer a defesa. A perda do pênalti abateu o English team que ainda teve a expulsão de Bright por acúmulo de cartões amarelos.

Agora, a seleção dos Estados Unidos aguarda a vencedora da outra semifinal, que será disputada amanhã também em Lyon, para conhecer sua adversária, que será Holanda ou Suécia, seleçào derrotada pelas americanas na Fase de Grupos. A final está marcada para dominigo, 7 de julho em Lyon, enquanto a disputa do terceito lugar, entre Inglaterra e a seleção derrotada amanhã, está prevista para o sábado, 6 de julho, em Nice, França.

AcheiUsa/Zipgospel

criação de site