Take a fresh look at your lifestyle.

Cheques de estímulos serão entregues a filhos americanos de indocumentados

Stimulus check: a check from the US government to ease the domestic economy during tough times of pandemics and economic crises.

Embora muitos norte-americanos devam em breve receber outra rodada de dinheiro do governo, os trabalhadores imigrantes indocumentados mais uma vez serão deixados de fora, mesmo aqueles que trabalham na linha de frente da pandemia COVID-19.

O pacote de ajuda ao coronavírus do Plano de Resgate Americano foi aprovado pelo Senado no último fim de semana e votado novamente pela Câmara na quarta-feira, 10. Será agora assinado pelo presidente Joe Biden na sexta-feira, 12, e os pagamentos de estímulo podem começar a ser enviados alguns dias após sua assinatura. Isso significa que os americanos podem começar a ver o dinheiro já na próxima semana.

O pacote de ajuda ao coronavírus do Plano de Resgate Americano foi aprovado pelo Senado no último fim de semana e votado novamente pela Câmara na quarta-feira, 10. Será agora assinado pelo presidente Joe Biden na sexta-feira, 12, e os pagamentos de estímulo podem começar a ser enviados alguns dias após sua assinatura. Isso significa que os americanos podem começar a ver o dinheiro já na próxima semana.

Porém, assim como os dois últimos pacotes de ajuda para o coronavírus na primavera e no inverno do ano passado, a legislação exclui os imigrantes sem documentos de receber os tão necessários cheques de estímulo.

Como parte do pacote de ajuda histórico de US $ 1,9 trilhão, milhões de americanos receberão pagamentos de US $ 1.400 para cada indivíduo que fez menos de US $ 75.000 por ano (ou menos de US $ 150.000 para casais), bem como para cada filho. Mas “estrangeiros não residentes” – ou imigrantes sem documentos – não são elegíveis para cheques.

O Congresso fez algum progresso em ser mais inclusivo para as famílias de imigrantes: como foi o caso com a legislação de dezembro, o Congresso permitirá que americanos casados com pessoas sem documentos recebam cheques de estímulo. E, pela primeira vez, os filhos cidadãos dos EUA de pais indocumentados que declararam impostos com números de identificação fiscal individual (ITINs) também estão qualificados.

Isso significa que 2,2 milhões de pessoas a mais – crianças com número de Seguro Social, com pais imigrantes indocumentados – poderão receber pagamentos de estímulo, de acordo com o Center for Law and Social Policy. A diretora de imigração do CLASP, Wendy Cervantes, chamou isso de um “importante passo à frente”.

HuffPost/Gazeta News/Zip Gospel

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais