Take a fresh look at your lifestyle.

Aumenta o número de brasileiros detidos na fronteira.

Os agentes da Patrulha de Fronteira dos EUA que trabalham nos escritórios dos setores de San Diego e El Centro, na Califórnia, têm visto um aumento impressionante de cidadãos brasileiros que tentam a travessia ilegal para os EUA.

Desde 1º de outubro de 2020, agentes do Setor de San Diego prenderam mais de 7.300 migrantes brasileiros que tentavam entrar nos Estados Unidos. Isso está em nítido contraste com os 330 brasileiros levados sob custódia pelo escritório de San Diego durante todo o último ano fiscal encerrado em 30 de setembro de 2020.

“Todos os meses desde abril de 2021, [o Setor de San Diego] encontrou mais de 1.000 cidadãos brasileiros que entraram nos EUA ilegalmente”, de acordo com funcionários da Patrulha de Fronteira do Setor de San Diego. “Isso representa um aumento de mais de 114.000% em relação ao mesmo período de FY20, onde [o Setor de San Diego] viu seis apreensões de brasileiros no total.”

Os brasileiros representam atualmente cerca de 70% de todos os imigrantes não mexicanos encontrados pelos agentes do Setor de San Diego, de acordo com um porta-voz da Patrulha de Fronteira.

Os números fornecidos ao Patch pelo escritório do Setor El Centro da Patrulha de Fronteira mostram que 3.518 brasileiros foram encontrados lá desde 1º de outubro de 2020. Isso se compara a apenas 387 migrantes brasileiros em todo o ano fiscal de 2020.

Em 27 de julho, o agente de patrulha chefe da USBP Aaron M. Heitke tweetou sobre 18 migrantes brasileiros que foram supostamente abandonados por contrabandistas e perdidos em uma área selvagem perto de Campo, no condado de San Diego.

A maioria dos brasileiros apreendidos por agentes do Setor San Diego são famílias, segundo o órgão. A comunicação com os migrantes é difícil e tradutores que falam português são frequentemente chamados para ajudar a facilitar.

Onde há desespero, organizações criminosas veem oportunidades

Nem os porta-vozes do setor da Patrulha de Fronteira de San Diego nem do El Centro quiseram falar sobre o que está por trás do aumento, mas o Gazeta News entrevistou brasileiro que atravessou em junho e fala os motivos por trás da decisão de enfrentar a travessia ilegal, mesmo com crianças.

Covid e pobreza

Mais de meio milhão de brasileiros morreram por causa da COVID-19. O Brasil tem o segundo maior número de mortes em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e o vírus continua a se espalhar. Além disso, a pandemia exacerbou a taxa de pobreza do Brasil, que já era alta antes do início da COVID-19.

A maioria dos migrantes brasileiros apreendidos por agentes do Setor de San Diego está vindo para os Estados Unidos por meio de áreas terrestres remotas que costumam ser controladas por organizações de contrabando territorial, embora células marítimas pareçam estar entrando no mercado brasileiro, de acordo com o agente da USBP Angel Moreno.

A quantia paga aos contrabandistas é algo entre US $ 8.000 e US $ 12.000 por pessoa, mas o preço pode subir muito mais – um cidadão chinês pode pagar até US $ 30.000, de acordo com Moreno.
Nos cinco primeiros meses deste ano, 21,9 mil brasileiros foram detidos pelos agentes da fronteira após cruzar ilegalmente a fronteira do México com os Estados Unidos. O Brasil é o 8° país que envia imigrantes irregulares para os EUA pela fronteira, de acordo com a agência.

Gazeta News / Zip Gospel

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais