Pintura que causou polêmica por parecer genitália feminina é removida de prédio

215
Pintura que causou polêmica por parecer genitália feminina é removida de prédio
Pintura que causou polêmica por parecer genitália feminina é removida de prédio

A pintura feita em agosto na lateral do Palecete Scarpa, sede da Secretaria da Cultura e Turismo de Sorocaba (SP), que causou polêmica após o vereador Pastor Luis Santos (PROS) dizer que a imagem trazia a representação de uma genitália feminina, foi coberta neste domingo (11).

De acordo com o secretário da Cultura e Turismo, Werinton Kermes, a remoção foi resultado de um acordo firmado no mês de setembro com o promotor de Justiça Jorge Alberto de Oliveira Marum. Na época, ficou definido que a pintura seria coberta no início de dezembro.

Em sua página pessoal no Facebook, o secretário citou o artista inglês Antony Gormley para mostrar apoio à pintura. “A boa arte deve fazer você se sentir perturbado, até mesmo desafiado, e não se encaixar corretamente em seu cotidiano.”

Em nota, a prefeitura informou que mudanças no visual de prédios públicos não são permitidas e que foi aberta uma exceção com o consentimento do Ministério Público. Sobre a remoção, a Secretaria de Cultura e Turismo teria feito um acordo de que assim que terminasse o “Frestas”, a obra seria retirada com custos pagos pelo Sesc.

A obra “Femme Maison”, da artista carioca Panmela Castro, traz o rosto de duas mulheres entrelaçados e fez parte da 2ª edição do Frestas – Trienal de Artes do Sesc Sorocaba, que terminou no dia 3 de dezembro.

O vereador chegou a protocolar requerimento solicitando à prefeitura a imediata remoção da pintura do prédio, tombado como patrimônio histórico em 2013. No documento, ele alega que a figura causou repúdio e vergonha à população, especialmente às mulheres.

Entretanto, ao ter conhecimento do esboço apresentado pela artista ao poder público, em abril, ele solicitou o arquivamento do pedido e pediu que ela se retratasse fazendo o desenho original no local. Para ele, o que havia sido pintado era de “extremo mau gosto”.

“Lamento também que seja retirada agora, quando deveria ter sido retirada há muito tempo”, disse o vereador em entrevista ao G1, nesta segunda-feira (11).

Quando a polêmica veio à tona, a Prefeitura de Sorocaba informou que as imagens – o esboço e o resultado final – têm a mesma temática e questionam o papel e o espaço da mulher na sociedade.

Em nota, a administração frisou ter recebido com “tristeza e indignação” o requerimento do vereador e finalizou informando que a “luta é para que a livre expressão artística não seja cerceada”.

G1

Facebook Comments

criação de site