Os encantos de São Petersburgo na Rússia

47


Time4VPS.EU - VPS hosting in Europe



Antiga capital da Rússia, São Petersburgo foi fundada pelo Czar Pedro, o Grande, para ser a capital do Império Russo. Começou a construção por um bem planejado forte, o Forte Pedro e Paulo  e uma Catedral,com o mesmo nome dos dois santos, e onde estão enterrados todos os czares da Dinastia Romanov, a começar pelo próprio Pedro, o Grande. Dizem que ele tinha este nome porque era realmente muito alto e por ser um excelente czar. Outra czarina conhecida como grande foi Catarina II, mas esta porque fez da Rússia uma grande potência europeia, inclusive anexou ao seu território mais de 520.000 quilômetros de fronteiras.

Modernizou o país, aparelhou e aumentou o exército e como tinha grande cultura e enorme bom gosto, ficou amiga dos grandes pintores de sua época e saiu pela Europa comprando tudo, milhares de obras de arte: quadros, esculturas, tapeçarias e antiguidades. Sua coleção era tão grande, que teve que ser construído um prédio especial para guardá-la: o Museu Hermitage. Neste local passei um dia inteiro, enchendo meus olhos de beleza e encantamento. É o único museu a ter dois quadros de Leonardo da Vinci. E é o terceiro maior museu do mundo, em quantidade de acervo.

Pedro e Catarina construíram dois majestosos palácios nas cercanias de São Petersburgo para passarem o verão . O Palácio de Pedro, o Peterhof, tem uma fachada imponente, jardins com lindas fontes e fica a 40 minutos de barco da cidade.

O Palácio da Catarina foi completamente destruído na II Grande Guerra,os alemães bombardearam sem dó o Palácio até destruí-lo. Insanidade e insensibilidade! Mas, os russos reconstruíram tudo com o maior capricho. A Sala Âmbar é toda revestida em âmbar em tons que vão do mel ao dourado. Deslumbrante, a gente sente grande impacto com a beleza das paredes recobertas com placas de âmbar, uma resina fossilizada que chega a ter até mais de 90 milhões de anos. Peterhof e o Palácio da Catarina são dois muito importantes pontos turísticos da cidade, e eu gostei mais do Palácio da Catarina, pois não tem muito dourado na decoração dos salões, e e’ mais feminino e de muito bom gosto! Fico imaginando a beleza do Palácio quando era habitado com todos os finos móveis e as obras de arte…

Na saída da visita, vi as fotos da destruição feita pelos alemães, e uns dias depois compreendi a alegria daqueles senhores russos comemorando a eliminação da Alemanha da Copa, lá no boteco onde assistimos este jogo. Boteco típico russo, onde comemos uma deliciosa comida russa e bebemos autêntico chope russo. Os russos agitaram bandeiras e pularam de alegria. Não perdoam o cerco militar alemão à São Petersburgo durante a Segunda Guerra, que durou três anos e matou 800.000 pessoas de fome. Mas, a cidade não se rendeu aos nazistas.











Colunista e o lindo pôr do sol as oito da noite em São Petersburgo

São Petersburgo é uma cidade lindíssima, limpíssima, não se vê um papel de bala no chão. O Rio Neva corta a cidade e seus canais se espalham por toda ela e dão razão ao nome de “Veneza do Báltico”. Enormes pontes levadiças ligam os bairros e são levantadas a uma hora da madrugada e abaixadas só depois das 5 horas da manhã. Se alguém morar de um lado e se demorar do outro lado da cidade, só pode voltar para casa depois deste horário. Como foi projetada, a cidade é harmoniosa, os prédios têm que ter a mesma altura, a arquitetura é perfeita e muito bonita, todos os palácios seguem o mesmo estilo, há grande uniformidade no casario da cidade. Seu centro histórico faz parte do Patrimônio Mundial pela Unesco. Seus parques e jardins espalhados pela cidade toda são um espetáculo à parte, muito bem cuidados, cheios de canteiros de flores e árvores frondosas, com extensos gramados muito verdes, porque era verão.

Achei muito engraçado como as pessoas lá fazem questão de usar shorts e bermudas curtas, vestidos de alcinhas, parecem deslumbrados por poder enfim, se vestir com pouca roupa e muito mais leve que as que usam no inverno, que é super rigoroso. São Petersburgo é considerada a capital cultural da Rússia, lá moraram Pushkin, Tchaikovsky, Leon Tolstoi, e mais muitos outros nomes da intelectualidade russa. Mudaram a capital para Moscou porque era preciso interiorizar o desenvolvimento do país, que se concentrava em torno dela. São Petersburgo é o mais importante porto da Rússia. Suas igrejas e catedrais são um capítulo à parte. Confira algumas fotos.



Source link

Facebook Comments

criação de site