Juíza decide que brasileira acusada de assalto a banco fica presa sem fiança

100


Time4VPS.EU - VPS hosting in Europe



A juíza Jennifer Stark, da Corte Distrital de Framingham, Massachusetts, decidiu em audiência na segunda-feira (26) que a brasileira Patrícia de Sena, de 33 anos, permanece presa sem direito à fiança. Patricia foi presa na semana passada juntamente com o namorado Oliver M. Walsh, de 30 anos. Os dois são acusados de assaltar uma agência do TD Bank com máscaras de Halloween e levar $4 mil em outubro de 2017.

Na audiência, a advogada da brasileira argumentou que Patricia era uma vítima constante de violência por parte do seu namorado Oliver e que havia sido pressionada a assaltar com ele a agência do TD Bank em Holliston (MA).

A juíza determinou que Patricia de Sena fique presa por pelo menos 90 dias sem direito à fiança, porque ela representa um perigo para a sociedade. Uma nova audiência está marcada para o dia 30 de julho.

Na audiência de segunda-feira, uma policial de Holliston descreveu o assalto praticado por ambos, afirmando que Patricia usava uma máscara de esqueleto, enquanto que Walsh estava com uma de bebê, e que este teria pulado o balcão da agência com agressividade exigindo dinheiro dos caixas. Patricia empunhava uma arma de fogo e em depoimento admitiu o assalto ao banco. De Sena e Walsh foram acusados pela polícia de assalto a mão armada com máscaras e arma de fogo.

Os promotores disseram que Patrícia não tem documentos para viver nos EUA legalmente.

O montante roubado do TD Bank foi corrigido para $4,7 mil e não $4 mil como havia sido informado anteriormente. (Com informações do Mundo Yes e Metro West Dairy).

Na época do assalto, bandidos utilizaram máscaras de Halloween
Na época do assalto, bandidos utilizaram máscaras de Halloween



Source link

Facebook Comments

criação de site