Judeus e cristãos oram juntos pela paz de Jerusalém: "A Bíblia nos une"

66




Judeus e cristãos oram juntos pela paz de Jerusalém: "A Bíblia nos une"

<span style="font-weight: 400">Centenas de crist&atilde;os se reuniram para orar pela paz de Jerusal&eacute;m juntamente com l&iacute;deres judeus e membros israelenses do <span style="color: #800000"><a style="color: #800000" href="https://guiame.com.br/gospel/israel/pela-primeira-vez-judeus-e-cristaos-se-unem-para-estudar-biblia-no-parlamento-de-israel.html"><strong>Knesset</strong></a></span>, o parlamento de Israel. A reuni&atilde;o aconteceu durante o Caf&eacute; da Manh&atilde; de Ora&ccedil;&atilde;o em Jerusal&eacute;m, entre os dias 5 e 7 de junho. </span>

Em seu segundo ano, o encontro faz parte de um movimento global para encorajar judeus e cristãos a orarem juntos pela paz de Jerusalém. Na edição de 2018, o evento contou com representantes de 70 nações, coincidindo com os 70 anos celebrados por Israel.

A ex-congressista norte-americana Michele Bachmann, a evangelista Anne Graham Lotz, o pastor árabe Steven Khoury, o rabino Tuly Weiss e os membros do Knesset israelense, Yehuda Glick e Michael Oren, se dirigiram ao grupo de oração.

“Estamos vivendo os últimos dias e reconhecemos que Deus está movendo Seu Espírito Santo ao redor do mundo, mas particularmente aqui em Israel”, disse à CBN News o pastor Sharon Daugherty, fundador do Victory Christian Center.

O rabino Weisz, que é diretor da organização Israel365, disse que vem tentando unir judeus e cristãos há anos e ficou surpreso com o “derramamento de amor” que aconteceu neste encontro.

“Acredito que no 70º ano de Israel, Deus está nos dizendo que é o momento de judeus e cristãos deixarem de lado seus séculos de hostilidade. A mesma Bíblia que foi a fonte da divisão de judeus e cristãos por milhares de anos, agora está se tornando a fonte de união entre judeus e cristãos”, o rabino avalia.

Tomas Sandell, fundador da Coalizão Europeia para Israel, acredita que um evento como este é essencial para mobilizar a unidade entre as duas comunidades. “Eu acho que o fato de estarmos nos unindo, permanecendo na verdade e fazendo uma oração bíblica terá um impacto”, destaca.

“A Bíblia é muito clara: devemos orar pela paz de Jerusalém. Se não há mais nada que possamos concordar, temos que concordar com a palavra de Deus e eu acho que o mundo está realmente desejando ver esta paz de Jerusalém se tornar uma realidade”, observa.

“Oramos juntos e sentimos a Deus”, conta Billye Brim, do ministério Prayer Mountain. “Nós somos uma parte do futuro nesta reunião milagrosa. E devemos orar como vigias nos muros. Oramos porque Deus nos disse para orar”.





Source link

Facebook Comments

criação de site