Indulto de Natal foi liberado a dois imigrantes que seriam deportados

113
Imigrantes ilegais
Imigrantes ilegais

O governador da Califórnia, Jerry Brown, concedeu neste sábado (23) 132 perdões de Natal a cidadãos e residentes da Califórnia que cometeram crimes leves no passado e já cumpriram suas penas. A lista inclui dois imigrantes do Camboja que estavam a ponto de ser deportados.

Nos últimos meses, o governador californiano tem sido crítico da política imigratória do governo Trump e da detenção de imigrantes que perderam seu status legal por terem antecedentes criminais. Ao perdoar seus crimes, os dois estrangeiros continuam na mira do Serviço de Imigração (ICE), mas têm uma nova oportunidade de escapar da deportação.

Como suas ordens de deportação foram emitidas com base em crimes agora indultados, os imigrantes podem pedir às cortes de imigração que reabram seus casos e tentar evitar a saída do país, conforme explicaram seus representantes legais ao jornal The Sacramento Bee.

Os dois estrangeiros perdoados são Mony Neth e Mao Rottanak Kong. Ambos chegaram como crianças nos Estados Unidos, fugindo do regime autoritário do Camboja e de um cruel genocídio. Os dois foram detidos pelas autoridades migratórias em uma batida no norte da Califórnia e seus antigos antecedentes criminais complicaram a permanência no país.

Conforme está descrito nos perdões natalinos, Kong foi condenado em 2003 por dirigir um carro roubado e fugir de um agente, enquanto Neth foi condenado em 1995 por participar de uma quadrilha de rua e possuir uma arma perigosa. Em ambos casos, o governador justifica que eles se recuperaram e têm contribuído com a sociedade californiana.

Suas deportações eram iminentes, mas foram postergadas nos últimos dias por dois motivos. Primeiro, uma corte suspendeu temporariamente a expulsão do país prevista para 18 de dezembro, e depois chegou o perdão de Brown que causou esta revirada no caso, o qual será visto novamente pela justiça em janeiro.

Ao conceder os 132 perdões, o gabinete do governador revelou em um comunicado que Brown deu os indultos a residentes que já cumpriram pena e a maioria deles havia cometido crimes não-violentos ou relacionados com drogas. Além disto, os perdoados “demonstraram comportamentos exemplares e têm obedecido à lei e se transformaram em indivíduos produtivos”.

Achei USA

 

Facebook Comments

criação de site