Famílias das vítimas de voo da TAM receberão R$ 30 milhões

45
Tam
Tam

Acidente aéreo ocorreu em 2007 e deixou 199 mortos. Em julho de 2007, um avião da TAM atravessou a pista de pouso do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, invadiu uma avenida e explodiu ao bater em um galpão da própria empresa Após 10 anos do maior acidente aéreo da história do Brasil, as famílias de 70 vítimas, que estavam no avião da TAM que explodiu no aeroporto de Congonhas (SP), vão receber da empresa francesa “Airbus” uma indenização total de R$ 30 milhões.

A informação foi divulgada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo” neste domingo (10). Segundo a publicação, o pagamento será realizado nos próximos dias pela fabricante do avião. O acordo histórico teria sido homologado no mês passado pela Justiça do Rio de Janeiro.

Esta é a maior indenização já paga em casos do gênero no país. Há exatos 10 anos da tragédia com o voo JJ3054, o acidente causou 199 vítimas fatais. Até hoje, ninguém foi responsabilizado pelo acidente. O pagamento da indenização será feito nos próximos dias pela fabricante do avião, a francesa Airbus. A indenização, é claro, não põe fim à dor da perda, mas é a maior maior já paga em casos do gênero no país.

A tragédia –  O avião Airbus A320 partiu da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com 187 pessoas a bordo. O destino final era o aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade de São Paulo. Com uma chuva no momento do pouso, que iniciou às 18h44, a aeronave começa a se aproximar da pista.

Às 18h50, o avião passa reto pela pista de Congonhas e, apesar de ser possível ouvir gritos de “vira, vira, vira agora”, a aeronave não desacelera, vira à esquerda e atinge em cheio um prédio da TAM, onde outras 12 pessoas morreram. Na foto Bombeiros apagando as chamas do acidente que aconteceu durante um pouso de um Airbus da TAM causando uma explosão no terminal da companhia no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo.

Jornal a semana

 

 

Facebook Comments

criação de site