Ex-traficante conta sua jornada do vício em cocaína ao pastorado: “Deus me preencheu”

108


Time4VPS.EU - VPS hosting in Europe




Ex-traficante conta sua jornada do vício em cocaína ao pastorado: “Deus me preencheu”

<span style="font-weight: 400"></span>

Dos 13 aos 18 anos,  Leonardo Matos viveu no mundo das drogas. Ele foi usuário e passou até mesmo a ser traficante. Ele viveu situações de desespero, mas hoje é pastor formado em Teologia e ajuda pessoas que passam pelos mesmos problemas que um dia ele passou.

“Nasci em uma boa família, mas nós não tivemos uma base bíblica. Quando as crises familiares vieram, a minha família se desestruturou e logo chegaram meus problemas. Vivia um vazio muito grande e eu buscava uma coisa que eu não tinha. Foi quando aos 13 anos, em uma ausência da minha mãe, levei alguns amigos para casa”, iniciou.

“Naquela busca de sentir prazer e de saciar um buraco no meu interior, um dos amigos tirou um cigarro de maconha e eu que já tinha experimentado a bebida alcoólica pensei então que a maconha poderia saciar a vontade que eu tinha”, disse.

“Eu tive aquela experiência e não satisfeito fui buscando mais, porque já tinha entrado em outro universo. Aquilo aconteceu e começou a se repetir com frequência. Toda semana e depois todo dia. Com 14 anos eu experimentei o crack. Foi outra experiência, mas da mesma forma a busca continuava”, relatou Leonardo.

“Quando eu vi, já estava vendendo quilos de maconha. Então a minha experiência não ficou só no crack, eu passei para cocaína, para o ecstasy, LSD e outras drogas sintéticas. Vivi em um universo de muitos de muitos jovens e adolescentes, usando drogas. Então eu passei a vender cartelas de LSD e pacote de ecstasy, tanto para o meu uso como para o uso dos meus amigos”, disse.

“Eu percebi que eu já usava drogas antes de qualquer coisa e depois de qualquer coisa. A minha mãe tomou uma iniciativa e me tirou das más companhias. Mas quando eu me mudei, o meu vazio me acompanhou. Houve algumas proteções colocadas para que eu ficasse longe das drogas, como terapia. Mas o meu vazio continuava lá”, disse que que foi levado pela polícia por duas vezes.

Transformação

“Então eu fui convidado para ir em uma casa. Eu tinha todos os sinais de que precisava de algo, que estava vazio. E foi nesse ambiente que escutei o Evangelho pela primeira vez. Que Jesus me ama, que Ele tem um plano para minha vida, que eu pequei e que os meus pecados me impedem de escutar do amor de Deus para mim”, disse.

Leonardo tinha 18 anos nessa época. “Naquele momento eu disse que queria entregar minha vida para Jesus e chamei Cristo para entrar na minha vida. Ele de fato entrou eu comecei a ter experiências com Deus de forma que ele preencheu, me saciou. Ao usar drogas novamente eu comecei a perceber algo diferente”, contou.

“Foi lendo a Bíblia e sendo discipulado por aquele grupo que eu percebi que todos os meus valores haviam sido transformados. Eu sou a favor de casas de recuperação, mas no meu caso eu tive uma experiência muito forte com Jesus eu entreguei a minha vida para Ele. Eu entendi que aquilo que eu estava fazendo era pecado diante de Deus, mas eu também falei para Deus que não dava conta, então eu entrei nesse processo”.





Source link

Facebook Comments

criação de site