Crianças separadas dois pais na fronteira vivem em ‘gaiolas geladas’

137



Diante das inúmeras críticas relativas à separação de crianças de seus pais na fronteira dos EUA com o México, a patrulha de fronteira permitiu que repórteres visitassem as instalações onde  crianças são levadas no sul do Texas.

Mais de 1,1 mil pessoas estavam dentro da instalação ampla e escura, dividida em alas para crianças desacompanhadas, adultos sozinhos e mães e pais com filhos. As gaiolas de cada ala têm acessos a áreas comuns e banheiros químicos. A iluminação fica constantemente acesa.

Segundo a patrulha de fronteira, cerca de 500 menores no local estão acompanhados pelos pais, mas outros 200 estão sozinhos. Muitos dos adultos que cruzam a fronteira sem permissão podem ser acusados de entrada ilegal e levados presos, sendo separados de seus filhos.

Cerca de 2,3 mil crianças foram tiradas de seus pais desde que o secretário de Justiça, Jeff Sessions, anunciou a nova política, determinando que os funcionários do Departamento de Segurança Interna encaminhassem todos os casos de entrada ilegal nos EUA para serem processados criminalmente. Igrejas e grupos de defesa dos direitos humanos criticaram duramente a política, chamando-a de desumana.

Dentro de um armazém antigo, centenas de crianças estão instaladas dentro de gaiolas de metal, cobertos por folhas de alumínio. Uma das celas era ocupada por 20 crianças. Garrafas de água, sacos de batata frita e grandes folhas de papel, que servem de cobertores, se espalham pelo lugar.

Uma adolescente contou a uma defensora pública que estava ajudando a cuidar de uma criança pequena que não conhecia, porque a tia da menina estava em outro lugar do armazém. Ela conta que teve de usar seu celular para ensinar às outras crianças com quem dividia a cela como trocar fralda.

“Exagero”

O procurador-geral Jeff Sessions ficou irritado com as comparações de que o centro de detenção era parecido com campos de concentração nazistas. “Bem, isso é um exagero, é claro. Na Alemanha nazista eles não deixavam os judeus saírem do País”, disse Sessions em entrevista à Fox News.

“Estamos fazendo a coisa certa. Nós estamos cuidando dessas crianças, elas não estão sendo abusadas. O departamento de saúde e direitos humanos está mantendo essas crianças em boas condições”.

Tolerância zero

A administração Trump decidiu acusar criminalmente qualquer adulto pego tentando atravessar a fronteira de forma ilegal. Antes, imigrantes com crianças eram mandados para um juiz de imigração que decidia sobre o futuro da família. Como resultado da política de ‘tolerância zero’, autoridades já separaram pelo menos duas mil crianças dos pais desde o dia 19 de abril até o dia 31 de maio deste ano, segundo o Departamento de Homeland Security. (Com informações da CNN e Estadão Conteúdo).



Source link

Facebook Comments

criação de site