Começa a Copa do Mundo da Rússia

40


Os tradicionais quatro anos de demorada esperada chegaram ao fim, e a bola enfim vai rolar para dar início à Copa do Mundo da Rússia. O mundial de futebol mais importante do planeta começou às 10 da manhã de quinta-feira (14) e tem como ponto alto a tecnologia.  As informações são do G1.

A primeira Copa no Leste Europeu foi inaugurada por um duelo pouco chamativo, entre a seleção anfitriã e a Arábia Saudita, no Estádio Lujniki. A partida terminou em uma goleada de 5 a 0. O Brasil estreia contra a Suíça no domingo, às 2 da tarde (horário dos EUA).

A Copa do Mundo, que em 2014 foi realizada no Brasil – onde já havia desembarcado em 1950 – chega à Rússia pela primeira vez. O país-sede inédito deu ao torneio a oportunidade de ultrapassar uma barreira histórica e ser realizado na parte oriental da Europa, continente que mais recebeu Mundiais ao longo da história e abrigará a competição pela 11ª vez. E local de realização trará ao evento esportivo um cara bem diferente.

Nos 12 estádios espalhados em 11 cidades diferentes ao longo do território russo, o alfabeto cirílico usado no país e o idioma certamente darão um pouco mais de trabalho para os visitantes, que poderão conhecer uma cultura que por muito tempo esteve exatamente do lado oposto ao Ocidente, no período da Guerra Fria. As seleções viajarão entre locais que vão desde a capital Moscou, com cultura futebolística vasta e quatro clubes tradicionais no país, até Kaliningrado – que fica fora da extensão territorial da Rússia, localizada entre a Polônia e Lituânia.

Maior país do mundo, a Rússia será palco de um Mundial que terá quatro fusos-horários diferentes. Kalingrado, por exemplo, está a cinco horas de diferença do horário de Brasília, enquanto Moscou e a maioria das sedes está seis horas à frente. Ecaterimburgo, entretanto, está oito horas adiantada com relação ao Brasil, sendo a sede mais oriental da Copa do Mundo, seguida por Samara, onde se adiciona mais uma hora com relação ao horário da capital russa.

Por adotar uma postura um tanto quanto controversa e ser sempre lugar de destaque na política mundial, a Rússia adotou protocolos de segurança rígidos para a Copa do Mundo, quando milhares de turistas de centenas de países estarão na região. Além do investimento em detectores de metais e outros equipamentos espalhados por estádios e hotéis, uma saída do governo russo para “marcar” de perto os visitantes foi a criação do Fan ID – documento que contém todas as informações dos torcedores e de uso obrigatório para aqueles que estarão nos locais das partidas.

Copa na era da tecnologia

Apesar de estar sendo realizada em uma região inédita, a Copa de 2018 tem como inovação mais chamativa – e polêmica para muitos – o uso definitivo da tecnologia nos gramados. Há quatro anos, no Brasil, a Fifa decidiu dar um passo importante neste caminho ao adotar a tecnologia da linha do gol, mas, na Rússia, avançará bastante nesta trajetória ao dar espaço ao sistema do árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês).

Copa do Mundo de afirmação de craques

Três nomes imperam no futebol mundial: Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar. Esta Copa do Mundo na Rússia pode consagrar um deles.

Se Portugal vencer o torneio, Cristiano Ronaldo terá comandado o esquadrão lusitano a duas conquistas maiúsculas: campeão da Eurocopa e campeão Mundial. Se isso ocorrer, Portugal repetirá Espanha e Alemanha que conquistaram os dois títulos em um espaço de dois anos.

Caso a Argentina consiga domar seus demônios e baixar o espírito de Messi do Barcelona, os hermanos podem afastar a onda de vice que persegue esta geração. Afinal a Seleção Argentina em três anos consecutivos teve de consolar com o vice-campeonato: duas vezes perdeu para o Chile na Copa América e uma vez para a Alemanha na prorrogação da final da Copa do Mundo, que venceu os argentinos com um gol de Mario Goetze – que nem foi convocado para integrar a equipe teutônica.

Por fim, Neymar. Depois de três meses de convalescença em razão de uma lesão no metatarso do pé direito, ele retornou bem contra a Croácia e fez o primeiro gol na vitória da Seleção Brasileira sobre  bom time de Modric. Dos três, tem a vantagemde integrar a equipe mais estruturada e talentosa. Okay, Argentina também tem bons jogadores, mas, padece de organização.

Será que um deles vai brilhar de verdade na terra de Valdimir Putin? Só resta aguardar, assistindo pela TV… e torcendo muito.

GRUPOS COM SUAS SELEÇÕES

GRUPO A

  • Arábia Saudita
  • Egito
  • Rússia
  • Uruguai

Previsão: Uruguai se classifica; Rússia e Egito brigam pela segunda vaga; Arábia Saudita, patinho feito do grupo, deve ficar pelo caminho.

GRUPO B

  • Espanha
  • Irã
  • Marrocos
  • Portugal

Previsão: Espanha classifica-se em 1º e Portugal em 2º. Marrocos, apesar da longa invencibilidade, não deve passar, e Irã deve ficar na lanterna.

GRUPO C

  • Austrália
  • Dinamarca
  • França
  • Peru

Previsão: França deve ser campeã do grupo (é uma das favoritas a vencer o torneio), Dinamarca e Peru brigam pela segunda vaga, enquanto Austrália vai tentar surpreender.

GRUPO D

  • Argentina
  • Croácia
  • Islândia
  • Nigéria

Previsão: Grupo difícil. Aposto na Argentina em 1º, enquanto Croácia deve ficar em 2º. Nigéria, no entanto, pode surpreender, enquanto Islândia é realmente uma incógnita, apesar de ter feito uma campanha surpreendente nas eliminatórias europeias.

GRUPO E

  • Brasil
  • Costa Rica
  • Sérvia
  • Suíça

Previsão: Brasil

GRUPO F

  • Alemanha
  • Coreia do Sul
  • México
  • Suécia

Previsão: Alemanha deve prevalecer (outra favorita ao título) no grupo, enquanto México e Suécia disputam o segundo lugar. Coreia do Sul, apesar de Son, não deve passar de fase.

GRUPO G

  • Bélgica
  • Inglaterra
  • Panamá
  • Tunísia

Previsão: As seleções europeias Bégica e Inglaterra não devem ter problemnas para confirmer o favoritismo, enquanto Tunísia e Panamá brigam pelo terceiro lugar.

GRUPO H

  • Colômbia
  • Japão
  • Polônia
  • Senegal

Previsão: Polônia desponta como melhor seleção do grupo. Colômbia deve confirmar a boa fase e passar para as oitavas de final, embora Japão possa surpreender, pois tem um bom conjunto. Senegal aposta no bom momento de Saido Mané do Liverpool para aprontar uma surpresa.



Source link

Facebook Comments

criação de site