Brasileiro é preso pelo ICE na entrevista para obter o green card na FL

72



A esposa do brasileiro Thiago da Silva está fazendo uma campanha on-line para arrecadar recursos para pagar sua fiança fixada em $10 mil. De acordo com Kathleen da Silva, Thiago foi preso no dia 29 de maio ao comparecer ao escritório da Imigração para a entrevista para obtenção do green card. Ele é casado com Kathleen e os dois têm uma filha, Jessica. Segundo a esposa, ele está preso em Pompano Beach e corre o risco de ser deportado.

“Thiago veio para os Estados Unidos em 2005 pelo México em busca de uma vida melhor. Infelizmente sua família no Brasil era muito pobre e ele não conseguiu obter o visto. Desde que chegou aos EUA, ele tem trabalhado duro e tem feito tudo da forma correta. Ele paga seus impostos e não tem qualquer registro de passagem pela polícia”, escreveu Kethleen na página do GoFundMe.

Ela conta que os dois estão casados há cinco anos e meio (juntos há dez anos) e a filha de oito anos do casal sente muito a falta do pai.

“Sob a nova administração, Thiago é considerado caso prioritário para deportação, porque está ilegal há 13 anos. Todos que o conhecem sabem que ele é um homem trabalhador, honesto, engraçado, que ama a sua família”, acrescentou. “Ainda não sabemos se ele vai ser solto ou se vai ser mandado de volta para o Brasil, o que sei é que a vida dele é aqui nos EUA ao lado de sua família”.

Quem quiser ajudar, basta acessar este link.

Brasileiros presos durante a entrevista

Os casos de brasileiros presos na entrevista para obtenção do green card têm se repetido e todos eles têm um ponto em comum: imigrantes que entraram pelo México e não retornaram ao Brasil para esperar pelo perdão no País de origem. Em fevereiro, o pintor brasileiro Fabiano de Oliveira foi preso durante uma entrevista para obtenção do green card no U.S. Citizenship and Immigration Services em Lawrence (MA), quando agentes de imigração o levaram. De acordo com o jornal Boston Herald, Fabiano estava acompanhado da esposa Karah de Oliveira, de 28 anos, com quem tem um filho de cinco anos. Fabiano entrou nos EUA pelo México em 2005.

Durante o mandato de Obama, as autoridades de imigração simplificaram o processo para obtenção do green card para pessoas que entraram pela fronteira, permitindo que certos imigrantes indocumentados se candidatassem nos Estados Unidos antes de retornar aos países de origem para obter a documentação necessária.

A mudança significou manter as famílias juntas nos EUA e acelerar um processo que, no passado, poderia levar vários anos, de acordo com especialistas.

Segundo a advogada Renata Castro, a Imigração não quer mais que as pessoas esperem pelo perdão nos EUA, querem que elas retornem para o País de origem e só depois voltem para os EUA. “Ele só poderia conseguir o perdão depois da entrevista, e é esse o problema. Temos que levar o cliente para a entrevista e, se ele for preso, só depois podemos entrar com o perdão. Daí a ordem de deportação é executada e ele pode receber o perdão”, disse a advogada ao AcheiUSA, ressaltando que teria que ter informações mais precisas sobre o caso para dar um parecer.



Source link

Facebook Comments

criação de site