ICE prende brasileiro ao comparecer no Tribunal

271
ICE prende brasileiro ao comparecer no Tribunal
ICE prende brasileiro ao comparecer no Tribunal

Mais uma família brasileira se torna vítima das ações impetuosas da administração Trump contra a imigração ilegal nos Estados Unidos. Tudo parecia estar resolvido na vida de Gilmar da Silva, mas na semana passada o pesadelo ressurgiu.



Time4VPS.EU - VPS hosting in Europe

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista Eduardo Oliveira, em sua página no Facebook, em 2012, o brasileiro foi preso por ter uma ordem de deportação emitida em seu nome. Gilmar está na lista daqueles que entraram no país através da fronteira do México, foram presos, soltos e nunca compareceram à audiência de imigração marcada. Como resultado, foi emitida a ordem de deportação.

Gilmar é natural de Engenheiro Caldas (Minas Gerais) e na época, ficou preso por 20 meses. Em 2013, ele foi solto, durante o governo de Barack Obama, e se comprometeu a comparecer ao escritório do Immigration and Customs Enforcement (ICE) anualmente.

Além disso, Gilmar recebeu o Social Security, autorização de trabalho e conseguiu tirar a carteira de motorista. Mas na quarta-feira, dia 11, o mineiro se apresentou ao escritório em Burlington (Massachusetts) e as autoridades lhe ordenaram que comprasse uma passagem para sair do país.

Gilmar disse que não queria voltar ao Brasil e foi liberado mas uma nova audiência ficou marcada para discutir o assunto. Mas, para a sua infelicidade, quando estava saindo do local, um agente se aproximou e lhe comunicou a mudança de planos.

Gilmar da Silva recebeu tornozeleira eletrônica e foi intimado a ir a um tribunal na sexta-feira, 13, e quando chegou, agentes do ICE o levaram novamente para a cadeia.

Ele é pai de duas crianças nascidas nos EUA, sendo uma menina de 12 anos e um bebê de 7 meses. Gilmar trabalha com pintura de prédios.

CAMPANHA

Como a situação pegou a todos de surpresa, amigos se reuniram para ajudar a família, bem como nos custos judiciais e taxas de advogado. Para isso foi aberta uma página no site Go Fund Me com o objetivo de arrecadar US$5,000 e até o final da tarde de domingo havia sido arrecadado pouco menos de US$900.

Quem quiser colaborar pode acessar o link  e fazer uma doação de qualquer valor.

 Brazilian Times

Facebook Comments

criação de site