Análise de CD – Ouvimos o disco mais recente de Mattos Nascimento – Estou na Fila. Confira nosso review (Análise)

500


Time4VPS.EU - VPS hosting in Europe

Há mais de vinte anos, Mattos Nascimento lança incansavelmente um número considerável de trabalhos em curtos espaços de tempo. Estou na Fila acompanha trabalhos e relançamentos recentes do artista pela gravadora Art Gospel e é um registro que, em linhas gerais, trata de dramas humanos a serem sanados pela ação divina. O tema é pouco atraente até mesmo para o seu histórico musical e o repertório apático não consegue desenvolver ideias mais consistentes além dos chavões evangélicos. O álbum é um desfile de frases feitas, como “a vitória já está em minhas mãos” (Poder Vir), “o gigante da sua vida o Senhor vai derrubar” (Estou na Fila) e “hoje tem bênção e é pra você” (É Tudo pra Você). Musicalmente, o trabalho não foge da identidade de Nascimento. Os arranjos derivam de influências de gêneros como pop, soul e ska e funcionam bem com as habilidades vocais do cantor. Retorne Depressa e É Hoje, por exemplo, são baladas que carregam certa reminiscência do som de Mattos desde os tempos de Jesus Vai Curar (2004), uma de suas obras mais interessantes. A maior novidade está na regravação de Heróis dos Heróis, hit do Novo Som originalmente lançado em 2000. Sob musicalidade pop rock, a canção brilha por ser o momento em que o discurso humano sai relativamente do centro do CD. Junto a Aleluia, são excertos da capacidade de Mattos em criar uma atmosfera espontânea para suas canções, sua maior marca como músico. Mesmo assim, o excesso de melodrama prejudica o desenvolvimento lírico de Estou na Fila.

Avaliação: ★★☆☆☆

Source link

Facebook Comments

criação de site