Imigrantes presos raros casos escapam da deportação

0
302
Imigrantes presos raros casos escapam da deportação
Imigrantes presos raros casos escapam da deportação

Quase um quarto de todos os atuais presos federais são imigrantes indocumentados e praticamente todos estão em procedimentos de deportação ou já estão de acordo com ordens de remoção do país, conforme cita o novo relatório do Department of Homeland Security.

Há atualmente nos EUA 187.855 presos, dos quais 42.034 são estrangeiros, segundo o Justice Department’s Bureau of Prisons, que cumpre uma ordem executiva presidencial que exige transparência sobre o status de imigração dos prisioneiros.

De acordo com o relatório do DHS, apenas sete desses 42.034 tiveram concedido o pedido de “alívio” de deportação.

O Departamento informou também que dentre os presos atuais:

  • 19.749 (46,9%) são estrangeiros que receberam ordens finais de remoção.
  • 21.121 (50,2%) são estrangeiros que estão sob investigação pelo ICE para possível remoção.
  • 1.157 (2,8%) são estrangeiros cujos casos estão pendentes de julgamento perante um juiz de imigração no Escritório Executivo de Revisão da Imigração (EOIR).
  • 7 (.0002%) são estrangeiros que receberam o “alívio”.

O US Marshal Service tem uma números de detidos semelhantes, segundo o DHS. Dos 50.135 detidos, 12.005 “autodeclararam” como indocumentados. Eles estão todos em algum tipo de processo de deportação:

  • 857 (82,1%) são estrangeiros que receberam ordens finais de remoção.
  • 047 (17,1%) são estrangeiros cujos casos ainda estão pendentes de julgamento perante um juiz de imigração no EOIR.
  • 101 (0,8%) são estrangeiros ainda pendentes de adjudicação (as imigrações dos EUA e a aplicação da alfândega processam esses estrangeiros como casos de remoção, mas uma disposição final ainda não foi declarada).

De acordo com especialistas, a percentagem de presos que são imigrantes indocumentados tem reduzido, mas continua a ser uma parcela significativa da população.

Para a diretora de estudos de política do (Center for Immigration Studies) Centro de Estudos de Imigração, Jessica M. Vaughan, “Por um longo tempo, o número de imigrantes detidos em prisão federal foi desproporcional à sua parcela da população. Isso ocorre porque um número desproporcional de criminosos está relacionado com crimes de fronteira, como o tráfico de pessoas e o narcotráfico, e alguns são criminosos de imigração. Esses crimes são mais frequentemente cometidos por cidadãos de outros países e esses números mostram por que precisamos controlar nossas fronteiras “.

A diretora ponderou ainda que, sob o governo Trump, essa porcentagem provavelmente aumentará e que os números mostram que os imigrantes indocumentados com antecedentes criminais precisam ser deportados.

“Isso não significa que os imigrantes sejam mais criminosos que os americanos, mas isso significa que eles claramente não são menos criminosos e que existem certos crimes que estão mais intimamente associados aos não-cidadãos. Certos crimes estão ocorrendo porque nós não temos uma fronteira segura. Quando for realmente e quando todos os estrangeiros criminosos forem deportados em vez de liberados, a proporção de não-cidadãos na prisão federal vai cair “, opinou.

Examiner

Comentário

Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA